Sementes De Capim Gênero Cynodon Dactylon - 5KG


Calcular o valor do frete:

Produto novo

R$ 620,00

QUALIDADE YELLOW JACKET BARENBURG

Mais detalhes

FAÇA AS SUAS COMPRAS PELO WHATSAPP!


ATENDIMENTO IMEDIATO!

Cynodon dactylon
Praticidade e economia para mais resultado

Pertencente ao gênero Cynodon, que teve sua origem nos Estados Unidos, esta cultivar se destaca das outras
do mesmo gênero por permitir o estabelecimento por meio de sementes.

Com excelente germinação, com valores superiores a 80% em condições favoráveis, a formação se torna mais
acessível e prática para o produtor.

Como a maioria das cultivares do gênero Cynodon, é exigente em fertilidade, necessitando de saturação de
bases próxima a 70%

Os teores de fósforo devem ser compatíveis àqueles exigidos pelas forrageiras mais produtivas, como potássio
e principalmente nitrogênio devem ser ajustados ao nível de intensificação adotado na propriedade Dessa forma,
maiores taxas de lotação e frequência de cortes exigem maiores reposições.

- Excelente para o processo de fenação
- Estabelecimento por sementes
- Maior praticidade na formação da área
- Redução do custo operacional

Passo a passo da implantação do Cynodon dactylon via semente

Etapa 1. Ambiente e recursos disponíveis

Checagem das características da área e identificação dos
fatores limitantes, como: regime pluviométrico e sua
distribuição (mínimo de 800mm/ano), estrutura do solo
(evitar solos rasos e mal drenados), ocorrência de pragas,
doenças, maquinário e equipamentos disponíveis.

Etapa 2. Análise do solo
A amostra enviada ao laboratório deve representar a área
como um todo, preferencialmente dividida em duas, uma
para a camada de 0 a 20 cm de profundidade e outra para
a de 20 a 40 cm. Deve ser realizada no final do período das
águas, permitindo a devida antecedência para correções.
As áreas devem ser divididas em glebas/lotes
homogêneos, considerando o relevo, tipo de solo, usos
anteriores e demais variáveis que influenciam a fertilidade
da área. Para a amostragem, reunir 20 subamostras
aleatórias por gleba homogênea, evitando áreas que não
representem a área como um todo;

Etapa 3. Preparo do solo


Busca-se obter uma camada de solo fértil e corrigida, livre de plantas daninhas e outros impedimentos ao desenvolvimento da forrageira. Atentar-se à correção da acidez, pois este é o melhor momento para realização da calagem e/ou gessagem, conforme análise do solo, que deve(m) ser feita(s) de 90 a 120 dias antes da semeadura, O intuito é elevar o pH do solo para 6,0-6,5. Operações de aração e/ou gradagem são recomendadas para incorporação dos corretivos e também para eliminação dos restos culturais e destorroamento do solo. Após este primeiro preparo, é interessante que se deixe a área em pousio por alguns meses, o que estimula a reação dos insumos aplicados e a emergência de parte do banco de sementes de plantas invasoras.

Etapa 4. Pré-semeadura


Proceder nova operação de gradagem a fim de eliminar restos culturais remanescentes, plantas invasoras e homogeneizar o solo. O próximo passo é aplicar o adubo fosfatado para alcance de 12mg/dm3 de P, seguido de incorporação com grade niveladora.

Etapa 5. Semeadura e compactação das sementes


As sementes deste cultivar têm peso e tamanho reduzido, Para confirmação da taxa de semeadura a ser utilizada, procure por nossa equipe técnico-comercial. Caso necessário, a utilização de um rolo compactador pode ser indicada antes da semeadura, a fim de homogeneizar a superfície do solo. É fundamental que a operação de semeadura seja realizada em solo uniforme e de maneira precisa, com faixa de semeadura ao redor de 6 metros, evitando-se falhas na distribuição das mesmas, Após a semeadura, obrigatoriamente, deve ser realizada a compactação das sementes, preferencialmente com rolo compactador que tenha peso suficiente para reduzir a porosidade do solo e aumentar a superfície de contato com a semente. Uma opção que pode ser utilizada em áreas pequenas, em situações em que não haja disponibilidade do rolo compactador, é a utilização do pneu do trator para compactação das sementes após a semeadura.

Etapa 6. Manejo pós-emergência


Após a realização das etapas anteriores, em condições favoráveis (boa umidade e temperatura do solo), é esperado que a emergência ocorra de maneira vigorosa e uniforme, sendo visível já aos sete dias após a semeadura. Quando as plantas apresentarem uma altura média de 20-25 cm, é recomendado a realização de adubação potássica (aproximadamente 30kg/ha de K20), seguida de operação de roçada a 10-15 cm de altura. Esta operação tem como objetivo estimular o hábito estolonífero da cultivar, o que promoverá uma rápida cobertura de solo e competição com plantas invasoras. A utilização de herbicidas é recomendada caso haja população indesejada de invasoras. Neste caso, consulte nossa equipe para a melhor recomendação. A aplicação de fertilizantes potássicos e nitrogenados é necessária, conforme os ciclos de pastejo ou cortes realizados e produtividade desejada.


Utilização e resumo técnico

PRODUÇÃO ANIMAL

Com crescimento prostrado e gemas próximas ao solo, é um material bastante adequado para pastejo por todas as categorias de animais, incluindo ovinos e equinos. Outro ponto de destaque é sua adaptabilidade à climas variados, Selecionado para tolerância ao frio, também se destaca por tolerar muito bem o calor, sendo uma forrageira adaptada às regiões tropicais e subtropicais do Brasil.

FENAÇÃO
Por apresentar boa quantidade de folhas e colmos finos, é excelente para o processo de fenação, garantindo rápida perda de umidade e conservação dos nutrientes na planta, o que resulta em um feno de ótima qualidade. Bem manejada a cultivar pode atingir níveis de proteína ao redor de 18%.


RESUMO TÉCNICO

Hábito de Crescimento - Perene, Rizomatoso, Estolonífero

Produção de de Matéria Seca *- 15 a 18 t/ha/ano

Faixa de pH ideal - 6,0 a 8,5

Nutrientes Digestíveis Totais (NDT) - 50 a 55%

PB(%) - 8% a 18%

FDN (%) - 60 a 65 %

FDA (%) - 30 a 40 %

Utilização - Pastejo, Fenação, Pré-Secado

** Depende da fertilidade do solo, adubação e manejo adotado.


Tecnologia exclusiva de tratamento

A semente desta cultivar, além da altíssima pureza, é comercializada
com exclusiva tecnologia de tratamento da Barenbrug, conhecida
como Yellow Jacket. Este tratamento industrial, realizado em
camadas, contém macro e micronutrientes, fungicida, inseticidas e
bioestimulantes, Assim, a forrageira conta com maior proteção e
estímulo nos estágios iniciais de desenvolvimento.

5 outros produtos na mesma categoria: